segunda-feira, 17 de maio de 2010

Cada um com seus pés

Existe o momento decisivo em que a gente cansa.
Para de correr, apoia as mãos nos joelhos e respira, respira, respira. Levanta resignado e olha pro horizonte, à la Che Guevara, e recomeça a corrida, mas com passos diferentes.
E os passos não estão diferentes porque alguém trocou seus sapatos durante o pit stop. Eles estão diferentes porque quem corre mudou.
Aliás, quem corre agora anda, e reconhece que só ele sabe o que é melhor pra si mesmo, porque só ele conhece o próprio mundo, as próprias rodas sociais e etc.
E quem corria e agora anda percebe que pode controlar quando corre e quando anda. É o senhor da sua própria vida, e leia "senhor" como "dono de algo".
E, ah!, como é bom ser dono dos próprios pés!

Um comentário:

Rebeca disse...

AMEI!

eXTReMe Tracker

  © Blogger template Shush by Ourblogtemplates.com 2009

Back to TOP