quarta-feira, 13 de fevereiro de 2008

Quem dera tivesse dado certo...

- Cara, tive uma idéia pra melhorar esse mundo de merda em que a gente vive.
- Fala!
- Vamos inventar uma história que imponha um monte de regras. Se o pessoal seguir as regras, o mundo vai ficar uma beleza.
- Hum...
- Só que, pra dar certo, ninguém pode duvidar da história.
- É, uma boa. Mas como a gente faz pra ninguém duvidar? Não é chato ficar contando mentira não?
- Mentir pra consertar os estragos de outras mentiras? Não acho errado não.
- Pois é.
- A história tem que ser grande.
- Boa. Vou pegar lápis e papel.

História criada e divulgada, todo mundo acreditou. Porém, alguns mil anos depois, nenhuma regra era ainda imaculada. Matava-se e desrespeitava-se, dentre muitas outras coisas, sem limitações.
Espero o dia em que vão entender que acreditar e dizer aos outros que acredita não basta; é preciso cumprir.

7 comentários:

Cris disse...

Cara, tu é tudo de bom. Agora sei que nunca errei. Adoro o que você escreve, e sinto, muito além, uma coisa boa. Você sempre foi iluminada.
Vovó Norina hoje disse que você é um anjo, e agora já sei porque.

Te amo. Mamãe.

Duda disse...

Ai ai ai , essas palavras me fazem pensar que o mundo não tem mais salvação (?) será ?!

Mayara disse...

Não canso de repetir o qnt vc eh inteligente e criativa e q adoro seus textos !

Mona, vc vai mudar o Mundo !

bjossss

Mayara disse...

Não canso de repetir o qnt vc eh inteligente e criativa e q adoro seus textos !

Mona, vc vai mudar o Mundo !

bjossss

red angel disse...

obrigado pelo comentario no meu blog,muito bonita sua foto beijitos

José Rodrigues (JR.) disse...

um dos grandes desafios que enfrentamos em nossos dias é, talvez, nos tornar atores principais de nossas próprias historias de vida; reiventando a cada dia nossas maneiras de pensar, agir, ser, sentir... nos reinventado.
as falas distribuidas nos roteiros, as personagens, os cenários, os figurinos, tudo fza parte de uma peça contada e encenada a seculos e, mesmo assim, agimos como se não soubessemos que quando a luz se apagar as palmas não vão soar e quando a cortina se abrir nada de novo vamos ver, pois faz parte do show as luzes se apagarem e as palmas sumirem e o silencio tomar conta de tudo. faz parte desse show cotidiano o silencio, o medo, a resignação. talvez dessemos algumas gargalhadas senão fosse tão trágica a historia da qual fazemos parte. mas, enquanto tivermos a esperança como nosso horizonte de futuro, haverá a chance de novos improvisos e interpretações.

criei recentemente um blog (O Experimentando Versos) onde publico algumas de minhas poesias, se der, faça uma visita:

http://experimentandoversos.blogspot.com

um abraço, JR

Will disse...

Biblia?

eXTReMe Tracker

  © Blogger template Shush by Ourblogtemplates.com 2009

Back to TOP